Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

30
Jun14

Obrigada!

Queria agradecer a todos os que me desejaram os parabéns no sábado. Vocês são uns grandes fofinhos! O meu vigésimo aniversário não foi passado tal como eu gostaria mas o dever chama por mim e, infelizmente, tive que utilizar esse dia em grande parte para estudar para uma frequência que tinha hoje. Como temos que estabelecer prioridades, há sempre alguma coisa que inevitavelmente acaba por ser um bocadinho posta de lado. Desta vez, tiveram que ser mesmo os festejos... Apesar de tudo ainda tive uma surpresa de alguns amigos que vieram cá a casa com um bolo e tudo mais. Também foram uns queridos! Espero poder comemorar o próximo de uma forma mais festiva e menos desocupada!

23
Jun14

Sobre o filme

Já era para ter vindo cá mais cedo mas não tive tempo. Ora bem, então o filme... O filme foi muito bom! Sinceramente superou as minhas expectativas porque sou daquelas pessoas que acha sempre que o livro está muito acima do filme. Neste caso, não posso dizer que está melhor que o livro porque já se sabe que os livros têm muito mais pormenores que enriquecem sempre a história e as personagens, mas não fica muito longe do que é contado no livro. Surpreendeu-me porque não cortam muitas cenas. O mais importante e indispensável está lá para que se perceba bem a história tal como ela é. As personagens também estão bem representadas e consegui também identificar algumas falas iguaizinhas ao livro. Quase que já as sabia de cor. De resto, é um filme bastante emotivo. E para mim, que estava armada em forte e dizia que não ia chorar, foi exatamente o contrário. Mas é que não foi só para mim! Vocês não imaginam como é que aquela sala de cinema estava, toda a gente a chorar ao mesmo tempo. Nunca tinha presenciado um cenário tão deprimente quanto este. Para quem ainda não viu e está a pensar se deve ou não ir ver, aconselho mesmo a ir porque não se vão arrepender! 

20
Jun14

Cinema

Eu sabia que não ia aguentar muito tempo até ir ver o filme. Como fiz uma frequência hoje, aproveito a "desculpa" para descansar um bocadinho e ir ver A Culpa é das Estrelas hoje à noite. Já ouvi por aí dizer que o filme põe toda a gente a chorar. Vou só com meninas, pois claro! Os rapazes recusam-se... Realmente não é filme para eles porque o que eles gostam é acção e coisas desse tipo. Elas são umas choronas!! Aposto que vão verter 5 litros só naquelas 2 horas. Eu cá não sou muito de chorar com filmes (também depende um bocado do meu estado de espírito), por isso estou à espera de não borrar o rimel. Vamos ver! Depois dou feedback!

19
Jun14

A saga dos professores

Já por aqui falei nos professores esquisitos que tenho vindo a encontrar ao longo destes dois anos em que estou na faculdade. Eis que entretanto me lembrei de uma situação que nunca tinha aqui referido. Como é que me pude esquecer disto?! Passo então a explicar: a Paula (Dra. Paula, vá) foi minha professora no primeiro ano de faculdade. Esta, para além de professora, é também médica. Mais especificamente, é anatomopatologista. Se não souberem o que é, espreitem no sr. google que ele é um rapaz culto, mas posso dizer que, no caso dela, está relacionado com autópsias e coisas do género. Isto está a ficar interessante não está? Pois bem que a professora Paula achou que, numa aula completamente normal (achava eu), seria útil mostrar uma imagem muito engraçada. Era uma daquelas imagens de órgãos que quem está na área de saúde sabe que são o pão nosso de cada dia e que eu, por acaso, teimo sempre em interpretar como qualquer-coisa-esquisita-que-não-sei-o-que-é-mas-que-faz-parte-do-corpo-humano. E o que é que estava nessa tal imagem? Perguntam vocês! Pois perguntam bem. Era um útero! Mas desengane-se já quem pensa que era um útero qualquer. Um útero vulgar. Não! Era o útero da Elsa! Não sabem quem é a Elsa? É uma amiga da professora, pois claro. Estão a ver o que é a professora dizer: "Queridos alunos, esta é imagem do útero da minha amiga Elsa.", toda a gente parou pensando que uma estranha força da natureza se tinha apoderado da cabeça da professora e que esta se tinha transformado num ser alienígena cuja capacidade de raciocínio se tinha desvanecido em poucos segundos. Mas eis que surge um "Não se preocupem que eu pedi-lhe autorização para usar a fotografia". Ahhhh pronto, então se pediu autorização está tudo bem! Com certeza que isso torna a situação muito mais normal, possa. 

Mesmo sem conhecermos a Elsa, conhecemos o seu interior. Obrigada professora Paula! Que experiência enriquecedora.

18
Jun14

Das cadeiras que nos encantam

Nunca pensei ser médica por duas razões. A mais óbvia: não tinha média para isso. A outra: não vejo qualquer prazer em fazer operações e coisas desse género. Acho que se estivesse nesse curso desistia logo a partir do momento que fosse para as aulas práticas de Anatomia. De resto, admiro imenso quem está nessa profissão. Têm um conhecimento infindável! Às vezes até fico estupefacta com as coisas que os meus professores que são médicos sabem. De qualquer das formas, se alguma vez estivesse nessa área, acho que escolheria ser Alergologista. Esta foi uma paixão (se é que posso chamar assim) descoberta recentemente, muito por causa de uma cadeira que tenho que é Imunologia. É de longe a cadeira que mais gosto este semestre e penso que é, de todo o curso, das que mais gostei até agora. Eu gosto mesmo daquilo! Nem dá muito trabalho estudar. É claro que muito deste gosto é também por culpa do professor. O meu professor é um médico excepcional com uma carreira do caraças! É muito, muito simpático e óptimo professor. Sabe imensas coisas e explica muito bem. Basta estar com um pouco de atenção e percebe-se bem a matéria. Que todos os professores fossem assim! Não é uma cadeira fácil pois tem muitos mecanismos a saber, mas é uma área sensacional! Quem sabe se no futuro não vou parar a algo relacionado com esta área!

17
Jun14

A vergonha em pessoa

Já não é novidade que eu sou uma vergonha no que diz respeito a ler livros. Demoro eternidades. Mulheres engravidam, nascem as crianças e eu ainda vou no prefácio. Isto é um crime, eu sei. Mas calma meus amigos, eu tenho uma justificação para esta minha falha enorme. Não sei se é plausível, mas é uma justificação. O pouco tempo livre que tenho é para dormir. E para bem da minha sanidade mental preciso de dormir umas horinhas. Tenha-se em atenção que eu já durmo muito pouco. Não posso trocar isso por livros. Pois bem que, para aprofundar a minha vergonha, tenho a dizer que para aí desde Fevereiro que andava a ler o mesmo livro: A Culpa é das Estrelas. Terminei-o este fim de semana, muito pela pressão do filme estrear dia 19, confesso. Como quero imenso ver o filme, fiz o enorme esforço de o terminar. Isto do esforço não é por ser um livro chato, nada disso. Eu amei completamente o livro. É lindo! E agora estou muitíssimo curiosa quanto ao filme. Sabe-se que nunca nesta vida um filme faz jus ao livro mas... Uma pessoa gosta sempre de ver se aquilo que imaginou bate certo com o que o filme transmite. Eu nem tenho muito tempo para ir ao cinema neste altura, mas pronto, há que abrir uma excepçãozinha para estes apetites de última hora porque um filme destes merece a minha atenção. John Green foi um autor que me surpreendeu muito pela positiva. Não conhecia, mas já estou fã. E por isso já andei a ver outros livros. Quando entrar de férias, vou dedicar todo o meu amor, paciência e tempo livre (que há-de ser de sobra) a uns livrinhos novos. As férias de Verão são a única altura do ano em que consigo ser uma verdadeira devoradora de livros. E que bem que sabe ler na praia ou na piscina. Adoro!

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Segue-me

Follow

Mensagens

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D