Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

02
Nov14

Apelidos

Já há alguns anos que tenho reparado na dificuldade das pessoas desconhecidas em escrever o meu apelido. Na realidade, eu não percebo qual é o problema. Apesar de não ser um nome dos mais comuns, também não é o mais incomum nem é muito difícil de escrever. Achava eu. Porque de cada vez que me perguntam o nome, quer seja para a factura da farmácia ou dos ctt, para fazer uma marcação no cabeleireiro, na wink ou onde quer que seja, surgem logo perguntas do género "Escreve-se com S ou com C?", "É com E ou com I?" e mais algumas que por vezes se lembram acompanhadas de uma repetição do meu nome de cada vez que eu confirmo. Muitas vezes também acontece não perguntarem nada e quando vou ver a factura, está o nome errado. Também já aconteceu num casamento ter o nome na mesa errado. Eu percebia esta dificuldade se eu fosse "Bettencourt", "Bouça-Nova", "Goulart" ou qualquer coisa desse género que seja difícil de perceber, escrever ou pronunciar. Mas não. O meu nome não é nenhum destes nem está perto disso. Por isso é que eu não percebo qual é o problema. Não é um nome difícil muito menos esquisito. No entanto, estas situações acabam sempre por acontecer. É inevitável. E vocês, sofrem do mesmo problema que eu?

02
Nov14

Missing you

h.JPGDias gigantes, noites longas. O café, as bebidas geladas. As noites quentes na esplanada e os cocktails. Os sumos naturais e as saladas. Os dias inteiros passados com os amigos que agora só vejo ao fim de semana (quando vejo...). Os pés na areia, o biquíni e os calções. O sol e o calor. As havaianas. A pele salgada. Os mergulhos nocturnos. A praia, a piscina e nada mais era preciso para fazer o meu dia. O dormir pouco e mesmo assim sentir-me bem. Os gelados. O bronzeado lindo. O pôr do sol e o vento quente a bater-me na cara. O verão que ainda há pouco terminou e eu já morro de saudades.

01
Nov14

25 Anos

A propósito de um sorteio para ganhar uma viagem que estava a ser feito ontem à noite num centro comercial em Lisboa, fui chamada por um rapaz para participar. A primeira coisa que me pergunta é se eu tenho 25 anos, ao que eu respondo "Não, tenho 20". Segue-se imediatamente uma imensa cara de espanto por parte dele e um "Não acredito!". Depois surge a minha cara de espanto pelo facto de ele ter pensado que eu pudesse ter 25 anos. Fiquei com mais cara de parva do que ele e disse-lhe logo "Não me diga que parece que tenho 25 anos!!!". Nesse momento, acho que o intimidei pelo que ele prontamente respondeu que era no bom sentido. Juro que fiquei preocupada com isto. É a primeira pessoa que me dá 25 anos. Mais 5 do que realmente tenho. Imaginem quando eu tiver 35, dão-me logo 40... Valha-me Deus.

01
Nov14

Halloween

A minha noite de Halloween foi passada de uma forma que em nada teve a ver com esse género de comemorações. Já aqui tinha falado que ia ver os Commedia a La Carte no final do mês de Outubro. Pois que foi ontem que lá fomos... Quando comprámos o bilhete nem pensámos que iria ser no dia de Halloween mas como também não é coisa que costume comemorar, não fez grande diferença. Os Commedia a La Carte corresponderam, como sempre, às expectativas. Foi muito bom! Mas também não seria de esperar outra coisa daqueles senhores que surpreendem sempre pela positiva. É daqueles espectáculos que rebolamos de tanto rir. É a risota o tempo todo. Não me importava de fazer aquilo todas as noites. Seriam sempre noites muitíssimo animadas e diferentes. Para o ano lá estarei novamente. De certeza!

10502533_766282786762884_2465819262901867089_n.jpg

 

Pág. 3/3