Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

31
Mar15

Semestre do diabo

Este semestre está a ser uma treta. Uma valente treta. As cadeiras não lembram a ninguém e a matéria é mais chata do que ver o canal My Zen durante 24h seguidas. Em Maio começo o estágio por isso, depois destas férias, só terei mais 3 semanas de aulas. As últimas semanas de aulas que vou ter na faculdade. A partir de Maio e no próximo ano letivo, a minha vida será só estágios e mais estágios. Praticamente não vou pôr mais os pés na faculdade e só de pensar nisso até me dá um certo aperto no coração. Por isso é que digo, este semestre é uma porcaria. Parece que resolveram deixar para último as "cadeiras que não interessam a ninguém mas que ficam bem no plano de estudos". Mentiria se dissesse que me sinto motivada porque não sinto. Só se safam uma ou duas cadeiras das quais gosto mesmo e consigo prestar atenção. As restantes, por mais que vá às aulas, não me cativam em quase nada. E não fico muito contente com esta situação... Para além de ser muito mais complicado para estudar (por não gostar da matéria), sinto que os últimos tempos que vou estar realmente presente na faculdade estão a ser passados de uma forma pouco entusiasmante. Só espero que o estágio seja melhor porque se não isto vai ser um verdadeiro sacrifício.

30
Mar15

Telemóvel

Já estava há algum tempo para comprar um telemóvel novo mas sinceramente o facto de gastar dinheiro nisso não me agradava muito. O meu realmente já estava a pedir reforma há uns tempos. O ano passado já tinha ameaçado e eu percebi que tinha que começar a pensar na ideia de comprar um novo. Pois bem que foi este fim de semana que lá fui. Ultrapassei o orçamento que tinha em mente, o que me doeu um bocadinho na alma. Quando se trata de comprar coisas assim caras, dói-me sempre a alma no momento em que estou a largar o dinheiro. Se o telemóvel é melhor do que o que tinha? Bem melhor. Se precisava? Sim, estava a precisar. Mas continuo a pensar no dinheiro que lá deixei e não volta. Mas nem tudo pode ser mau... Pelo menos tenho um telefone giro que dói. Já dá para atenuar um bocadinho a dor.

29
Mar15

Férias

Esta semana foi a loucura mas felizmente passou depressa. Estou agora de férias. Tenho duas semanas mas sei que há gente que tem bem menos. Sinceramente não precisava de tantas férias... Chegava uma semana. E assim acabava mais cedo. Como eu não mando, fico a penar até Julho caso as coisas dêem para o torto. Mas vá, para não dizerem que sou mal agradecida, mais vale aproveitar. Esta semana não devo fazer grande coisa. Também preciso de descanso. Mas na seguinte já vou ter que estudar a sério porque a primeira semana de aulas é logo com meia dúzia de frequências, trabalhos e mais não sei quantas coisas para fazer. Para quem também tem tempo para descansar agora, boas férias!! Aproveitem bem! Depois vai ser a doer...

29
Mar15

Desafio #9 | Infância

O Informador e o Fábio nomearam-me para mais um desafio, desta vez para recordar a infância. Obrigada aos dois! Vamos lá então:

 

1 - UM FILME DA MINHA INFÂNCIA

Tudo o que era bonecada eu realmente adorava, por isso é um bocadinho difícil escolher. Vou optar pelos filmes da Barbie porque eram filmes que eu gostava mesmo muito.

 

2 - UMA SÉRIE DA MINHA INFÂNCIA

O Neco. Eu parava para ver aquilo! Era impressionante.

 

3 - UMA MÚSICA DA MINHA INFÂNCIA

Talvez a música dos patinhos. Era a mais famosa na altura... Lembro-me de ver todas as noites a música a passar na RTP.

 

4 - UMA BRINCADEIRA DA MINHA INFÂNCIA

Adorava o macaquinho do chinês e a mamãzinha dá licença.

 

5 - UM AMIGO DA MINHA INFÂNCIA

Brincava muito com os meus vizinhos nessa altura. Atualmente uma das minhas amigas mais próximas é uma pessoa que conheci por volta dos 4 anos de idade. Tenho mais 5 ou 6 conhecidos com quem ainda falo mas de resto não mantenho muitas amizades dessa altura.

 

6 - UM MOMENTO DA MINHA INFÂNCIA

Tenho imensas memórias da infância. Muitas mesmo... Mas uma das que mais recordo foi na época do Natal quando recebi os nenucos gémeos. Era mesmo aquilo que queria e foi uma surpresa tão grande que até hoje me recordo da felicidade que senti.

 

7 - UM SONHO DA MINHA INFÂNCIA

Um dos sonhos que tinha na infância é aquele que a maioria das crianças tem - ir à Disneyland. Até hoje ainda não fui mas acho que vou acabar por lá ir um dia. Nem que seja com 50 anos.

 

8 - BLOGUES QUE NOMEIO

Como acho que já estou a fazer o desafio um bocado tarde, a maioria das pessoas já deve ter sido nomeada... Vou então deixar o desafio em aberto para quem quiser participar. Sintam-se à vontade!

27
Mar15

Não sei...

São poucas as vezes que isto me acontece. Sentir-me perdida é raro. Felizmente. Mas neste momento não sei bem o que fazer à minha vida. Não sei para que lado remar. Ainda mais por não saber para onde vai o teu barco. Era tudo mais fácil se me desses orientações, se me guiasses. Mas o que sabes fazer melhor é deixar-me à deriva. Já passou algum tempo. Pouco, é certo. Depois de tudo, acreditei que não ia dar em nada. Não deste um único passo na minha direção. Não me deste nem um sinal de que querias resolver as coisas. E por isso conclui que era assim que querias ficar. Tu no teu canto e eu no meu. Acabei por aceitar. Não era bem a minha vontade mas aceitei. Aceitei que não ia passar disto. Vi-te menos vezes e achei que estava a ultrapassar. Se os olhos não vêem, ajudam a mente a esquecer. Mas entretanto tinha que acontecer algo para destabilizar. Sabia que ias lá estar porque toda a gente lá estava. Seria inevitável o nosso encontro ali. Naquele momento. Não nos aproximámos, já estava à espera. Mas senti algo diferente da tua parte. Sei que estiveste de olhos postos em mim a maior parte da noite. Eu fiz o mesmo. E quando os nossos olhares se cruzavam, havia uma faísca tão grande que ia jurar que havia química. Tentei dizer-te tudo o que queria com o olhar. Não sei se também tentaste mas não consegui perceber. És um enigma. Difícil de decifrar. Mas senti que foi diferente. Nunca me tinhas olhado assim. Até agora só sentia indiferença e afastamento da tua parte. Desta vez foi diferente. Queria falar contigo mas não consegui. Não tive coragem. Eu só queria esclarecer tudo! De uma vez por todas. E depois de olhar para ti achei mesmo que tínhamos muito por esclarecer. Só queria acabar com estes fantasmas. Mas tenho medo. Medo de te ser indiferente. Não te percebo mas dava tudo para perceber. E eu sei que isto provavelmente não nos vai levar a lado nenhum, tal como tem sido até agora. Mas agradeço-te só por me teres feito esquecer a pessoa de quem mais gostei na minha vida. Mesmo sem saberes. Mesmo sem teres feito quase nada. Só isso é um motivo para querer estar a teu lado... Mas não sei se sou digna de ti. 

25
Mar15

NOS Alive

Será que é desta que vou? Pelo menos estou com vontade! Já o ano passado estava para ir mas depois acabei por ficar em casa porque o dia que queria já estava esgotado quando me lembrei que se calhar gostava de ir. Tendo em conta os artistas que já foram anunciados, o dia que prefiro até agora é o dia 11. Mas vou esperar mais uns tempos até o cartaz ficar mais completo. Quem está a pensar ir?

24
Mar15

O Blogue faz anos

E desta vez não esqueci! Que milagre. Até estou orgulhosa de mim mesma. Pois é, parece que este menino faz 2 anos! Ainda é um bebé. Mas já viveu por aqui muita coisa. Nestes 2 anos de existência, registamos 578 posts e muito boa disposição. No início tudo isto parecia apenas um passatempo. Algo para ocupar os tempos livres. Agora é muito mais que isso. Saber que há pessoas desse lado que todos os dias (ou quase todos) passam por aqui, lêem, deixam uma palavra, uma opinião... É das melhores coisas. Saber que há pessoas que se identificam connosco, mesmo sem nos conhecerem de lado nenhum. Sem dúvida que o mundo dos blogues acaba por ser uma família. Muito distanciada, mas não deixa de ser uma família. Há blogues que leio religiosamente. Acabamos por acompanhar a vida uns dos outros, mesmo sem saber muitas das vezes quem está por trás de um ecrã. Fazemos parte da vida uns dos outros sem dar por isso. É um processo tão natural e espontâneo que, quando uma pessoa fica uns dias sem escrever, acabamos por sentir a falta desses posts. Quanto a mim, o blogue permitiu-me evoluir a vários níveis. Noto uma diferença imensa na forma como escrevo, no caminho que vim a dar a este blogue com o passar do tempo. Sem dúvida que os posts estão muito diferentes do início, e para melhor. Também a mim me permitiu aprofundar a escrita, melhorá-la e elevá-la para um nível mais correto e apelativo. Percebi com estes dois anos que gosto mesmo de escrever. Já o sabia antes mas só mais tarde percebi que poderia ser uma paixão. Algo que preciso de fazer diariamente para me sentir mais livre. A equipa do Sapo merece um agradecimento especial por ter ajudado este blogue a crescer ao longo destes 2 anos, com todos os posts que colocou em destaque. A vocês todos que me lêem, deixo também um grande obrigada por estarem desse lado e lerem todas as minhas baboseiras e parvoíces. Que venham mais dois. Parabéns a este cantinho!

tumblr_ldlu4soxca1qba01mo1_1280.jpg

 

 

 

23
Mar15

Quem é que vai chumbar amanhã?

Sou eu, sou eu. E de quem é a culpa? Exclusivamente minha. A matéria é uma seca, isso é certo. Mas o meu esforço para estudar é tão bom quanto a matéria. Eu vou-me arrepender disto. Vou, vou... Mas quando me arrepender já vai ser tarde demais. É que eu não sei rigorosamente nada. Nunca me senti tão pouco preparada para uma frequência. Quer dizer, já senti. Mas a experiência não foi de todo boa para mim. Vou tirar uma nota tão má que vou ter vontade de cavar um buraco, enfiar-me lá e nunca mais sair. Se não me virem nos próximos tempos, já sabem. Agora vou estudar numa tentativa de remediar (um pouco) este medíocre estudo. Se bem que isso é mais difícil do que encontrar pinguins na ponte 25 de Abril. Só para verem como a situação está complicada.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Segue-me

Follow

Mensagens

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D