Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

Vida de uma Estudante Universitária

A visão de uma estudante universitária sobre a sua vida académica e pessoal.

10
Jun14

Uma questão de médias

A média na faculdade sempre foi uma coisa que me chateou. No primeiro ano, as minhas notas não foram de todo do meu agrado. Ok, era o meu primeiro ano na faculdade, altura de adaptação e tudo mais, mas isso não é propriamente uma desculpa. As minhas notas não foram más mas também não foram espectaculares. Para além disso, sou muito exigente comigo própria, o que nem sempre é bom. Este segundo ano ainda não terminou mas acho que já posso falar um bocadinho dele. Abri a pestana e empenhei-me muito mais. Provavelmente estudei o dobro do que estava habituada e isso reflectiu-se consideravelmente nas minhas notas, logo no primeiro semestre. Mesmo assim, ainda houve notas que me ficaram aqui entaladas (culpa minha que tive preguiça de ir fazer melhorias). Este semestre foi onde atingi as minhas melhores notas. Pelo menos por agora, visto que ainda tenho uma longa época de exames pela frente. Em geral, estou bastante contente com as notas deste semestre. Só há uma que não foi de acordo com as minhas expectativas, mas o facto de não gostar muito da cadeira também justifica um bocado a coisa. Só tenho receio de agora na época de exames baixar as notas todas porque eu sou daquelas pessoas que começa muito bem, tirando notas altas, e depois se espalha ao comprido. E tenho plena noção que é extremamente difícil manter os 19's que tenho. De qualquer das formas, como devem saber, uma pessoa faz um semestre espectacular e a média sobe apenas 2 ou 3 décimas por causa dos ects e essas tretas todas... Portanto a minha média ainda está muito longe do que eu ambiciono. Com esta conversa toda devem ter ficado a pensar que eu sou completamente obcecada com as notas, médias e tudo isso... Mas vá, não é bem assim. Para já eu sou apologista de "As médias não definem a inteligência da pessoa", é que não definem mesmo. E também não vale a pena pensarmos que por termos uma grande média no secundário, vamo-nos sair super bem na faculdade. Uma coisa não leva à outra! E nestes dois anos de faculdade já tive imensas provas disso. Tudo depende do esforço e da entrega. Da forma como nos aplicamos. Não tenho a média que tinha no secundário mas já tirei melhores notas na faculdade do que quando lá estava. Para ser sincera eu era um bocado preguiçosa. Todos queremos ter uma boa média, é verdade. Mas eu acredito que há pessoas com médias mais baixas que são muito melhores profissionais do que as que têm médias mais elevadas. Não serve de nada sabermos a teoria toda se depois não a sabemos aplicar na vida real! É certo que, quando procuramos emprego, nos acabam sempre por julgar pela média que temos, mas certamente dão muito mais valor à nossa capacidade de trabalho e profissionalismo.

17
Jun13

Tristeza compensada

Hoje tive mais uma frequência e correu um bocado mal... Tive 18 na primeira, na segunda desci bastante e agora na terceira vou descer ainda mais. Estou desolada :( A minha média este semestre vai ser medíocre, nem quero pensar...
Só mesmo chegar a casa e ter para almoçar um dos meus pratos preferidos, arroz de polvo, é que me consola. Não me consola totalmente a alma, mas pelo menos acomoda-me o estômago. 

Nem quero pensar na minha nota... Este era o único ano que dava para tirar uma média de jeito e eu desperdicei...
O próximo é muito pior, já me disseram. Estou lixada!
Quem me manda a mim ter notas de merda...
:(